Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

scriptorium

"Tal como surgiu diante dos meus olhos, a esta hora meridiana, fez-me a impressão de uma alegre oficina da sabedoria." (Umberto Eco, O Nome da Rosa)



Sexta-feira, 14.03.14

A MINHA ESCOLA

 

  

 

   «Um dia a escola acaba...» dizia eu aos meus alunos, maneira de lhes fazer ver que deviam aprender para a vida. E agora penso: para cada um que termina os seus estudos escolares, a escola não acaba... prolonga-se-lhe na memória; quando ele sai, a escola vai com ele.

     Todos os anos, alunos partem, deixando o seu lugar vago para os que entram de novo, mas, em verdade, nunca perdem esse lugar. Toda a vida hão de dizer: «A minha escola.» Se um dia foram da escola, sempre serão da escola. Partem, mas ficam. Ficam, também, na lembrança daqueles que os veem chegar e partir, que os ajudam a fazer da escola a sua escola. A idade de uma escola não é apenas a do calendário: é o tempo de todos os que a fizeram.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Maria Almira Soares às 13:23


2 comentários

De * a 14.03.2014 às 14:45

A minha escola já desapareceu.
E a professora também.
E a outra escola e a outra professora, assim como a maior parte dos alunos.
Mas ainda oiço o cantar dos pássaros nas árvores à volta.

Tem toda a razão!

De Maria Almira Soares a 14.03.2014 às 14:52

É isso: desapareceu materialmente, mas não dentro de si.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Março 2014

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031