Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

scriptorium

"Tal como surgiu diante dos meus olhos, a esta hora meridiana, fez-me a impressão de uma alegre oficina da sabedoria." (Umberto Eco, O Nome da Rosa)



Quinta-feira, 14.01.16

DE QUE SÉRIE? EM QUE CANAL?

«Chegou a apertar-lhe a garganta nas mãos; mas depressa perdeu o vigor dos dedos. Quando as damas chegaram a interpor-se entre os dois, Baltasar tinha o alto do crânio aberto por uma bala, que lhe entrara na fronte. Vacilou um segundo, e caiu desamparado aos pés de Teresa.

Tadeu de Albuquerque gritava a altos brados. Os liteireiros e criados rodearam Simão, que conservava o dedo no gatilho da outra pistola. Animados uns pelos outros e pelos brados do velho, iam lançar-se ao homicida, com risco de vida, quando um homem, com um lenço pela cara, correu da rua fronteira, e se colocou de bacamarte aperrado, à beira de Simão. Estacaram os homens.

– Fuja, que a égua está ao cabo da rua – disse o ferrador ao seu hóspede.

– Não fujo… Salve-se, e depressa – respondeu Simão.

– Fuja, que se ajunta o povo e não tardam aí soldados.

– Já lhe disse que não fujo – replicou o amante de Teresa, com os olhos postos nela, que caíra desfalecida sobre as escadas da igreja.

– Está perdido! – tornou João da Cruz.

– Já o estava. Vá-se embora, meu amigo, por sua filha lho rogo. Olhe que pode ser-me útil; fuja…

Abriram-se todas as portas e janelas, quando o ferrador se lançou na fuga até cavalgar a égua.

Um dos vizinhos do mosteiro, que, em razão de seu ofício, primeiro saiu à rua, era o meirinho-geral.

– Prendam-no, prendam-no, que é um matador – exclamava Tadeu de Albuquerque.

– Qual? – perguntou o meirinho-geral.

– Sou eu – respondeu o filho do corregedor.

– Vossa senhoria! – disse o meirinho espantado; e, aproximando-se, acrescentou a meia-voz:

– Venha, que eu deixo-o fugir.

– Eu não fujo – tornou Simão. – Estou preso. Aqui tem as minhas armas.»

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Maria Almira Soares às 17:09



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Janeiro 2016

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31