Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

scriptorium

"Tal como surgiu diante dos meus olhos, a esta hora meridiana, fez-me a impressão de uma alegre oficina da sabedoria." (Umberto Eco, O Nome da Rosa)



Segunda-feira, 02.11.15

ORA, A LITERATURA [V]

Sterling-Silver-925-Fits-Chamilia-Charms-Bracelet-

E o velho e provado otium, de onde saíram Cíceros, Horácios e até Virgílios, torna-se negotium e as eneidas e os monumentum aere perennius e os de senectute são agora composições talhadas por mestres em efeitos agradáveis e comoventes. Uma gama de variações de modelos acertados nas chancelarias editoriais que antes de o ser já o eram. São histórias intencionadas, dirigidas, teleguiadas aos corações e às distrações dos leitores. Coisas parecidas com literatura. Que, na ausência ou no resguardo tímido da própria, lhe ocupam o lugar e respondem pelo nome quando são chamadas a debate. Quase ninguém dá conta e o regozijo parece geral. Que bom, que panóplia de excelentes escritores que, depois de corrigidos e aparados, enriquecem montras e fastos literários! E satisfazem leitores e geram leitores. Regozijo geral. Apenas uma coisa não comparece, ou comparece pouco, muito pouco, cada vez menos: a literatura. Quem, porque tem conhecimento e lucidez, apesar de se deixar navegar na onda, não consegue evitar a preocupação convence-se de que se trata apenas de um passo ínvio para se reencontrar o caminho certo mais à frente. Crise de crescimento, dizem, não reparando que a árvore cresce segundo a semente e que é na semente que se está a dar a troca. Ora, a literatura...

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Maria Almira Soares às 13:28



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Novembro 2015

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930