Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

scriptorium

"Tal como surgiu diante dos meus olhos, a esta hora meridiana, fez-me a impressão de uma alegre oficina da sabedoria." (Umberto Eco, O Nome da Rosa)



Quarta-feira, 07.10.15

PALAVRAS OUTONAIS

Sem nome.png

      Um monge jovem era o responsável pelo jardim do templo. Um dia, quando esperavam a visita de importantes convidados, o jovem monge tratou o jardim com extremo cuidado: tirou as ervas daninhas, podou os arbustos, varreu o musgo e gastou muito tempo passando o ancinho meticulosamente e cuidadosamente tirando as folhas secas do outono. Enquanto ele trabalhava, um velho monge observava-o. Quando terminou, o monge jovem afastou-se um pouco para admirar seu trabalho:

— Não está lindo? — perguntou ao velho monge.

— Sim — replicou o ancião — mas falta uma coisa muito importante.

Vagarosamente, o monge mais velho caminhou até à árvore mais próxima do centro do jardim e sacudiu-lhe o tronco com força. As folhas desceram suavemente com a brisa e caíram por sobre todo o jardim.

— Pronto! — disse o velho monge — Agora está bem.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Maria Almira Soares às 12:57



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Outubro 2015

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031