Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

scriptorium

"Tal como surgiu diante dos meus olhos, a esta hora meridiana, fez-me a impressão de uma alegre oficina da sabedoria." (Umberto Eco, O Nome da Rosa)



Domingo, 09.03.14

QUE ME PERDOE O ANTERO...

 

 

Sonho que sou uma leitora andante

Por versos, por palavras, prosa dura.

Procuro os livros com' uma caminhante

Em busca do Palácio da Leitura.

 

Em alguns, o meu olhar descanso,

Subo-os, como quem sobe um rio manso.

Mas a outros, para os desbravar,

Preciso de insistir e de lutar.

 

Julgando ter meu sonho realizado,

De muito ter lido e em mim guardado

Da leitura a experiência comovida,

 

Refreio o ímpeto ansioso e apressado.

Mas, de repente, caio em mim e brado:

— Pra tanto livro, não chega toda a vida!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por Maria Almira Soares às 21:41



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Março 2014

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031